A pergunta que não cala: por que o grupo RBD se separou?

Se você era adolescente entre 2004 e 2008 com certeza já ouviu falar em Rebelde ou só RBD. Provavelmente você conhece, mas se não… Bom, o RBD é um grupo musical pop mexicano criado a partir da telenovela Rebelde, exibida entre 2004 e 2006. Anahí, Dulce Maria, Maite Perroni, Christopher Uckermann, Christian Chávez e Alfonso Herrera integravam o grande fenômeno.

O grupo lotava estádios em diversos países, ganhou diversos prêmios, inclusive foram considerados por muitos portais o “melhor grupo do mundo” em alguns anos. Aqui mesmo, no Brasil, RBD era um verdadeiro sucesso. Durante sua primeira turnê, conseguiu grandes números, inclusive lotando o estádio Maracanã com mais de 50 mil fãs.

Mas afinal, por que o RBD se separou?

O término foi anunciado no dia 15 de agosto de 2008 e com certeza é um marco para todos os fãs. Os fãs ficaram sem entender nada. Anahi, que vivia o personagem da Mia Colucci em RBD, não concordava com o fim e pediu para que os fãs organizassem uma passeata contra o fim do grupo. O gesto dos fãs foi bonito, mas infelizmente não ajudou e o RBD encerrou suas atividades.

Durante uma entrevista, Dulce Maria resolveu falar um pouco mais. “É difícil saber a resposta da separação porque há muitos fatores. Nós fazíamos parte, mas não éramos responsáveis por todas as decisões e, por outro lado, todos tinham suas carreiras, seus sonhos, suas ideias, além de enfrentarmos o cansaço e as viagens, que nos deixavam longe da família. Não havia o que fazer, nenhum outro projeto e ninguém mais podia ter uma vida pessoal. Eram lindos, os shows e a energia que sentíamos. Mas ao mesmo tempo, era muito desgastante emocionalmente, mentalmente e fisicamente”, disse.

Em outra entrevista, foi a vez de Alfonso Herrera, mais conhecido como Poncho, que interpretava o Miguel nas telas, falar sobre o fim. O ator, que agora dedica sua vida à atuação, puxou a culpa do fim da banda para sí mesmo e alegou que cada um ali já estava querendo fazer outras coisas. Inclusive, Alfonso não aceitou a proposta de se juntar aos ex-colegas de trabalho para fazer um tributo ao grupo. Ele está de fora, assim como Dulce Maria que está no estágio final de sua primeira gestação. Confira a declaração do ator.

“O contrato acabava em 2008 e nós tínhamos que decidir se continuaríamos ou não. Eu queria fazer outras coisas, queria atuar, que é o que eu gosto. Quando expus meu ponto diante dos executivos da Televisa, do Pedro Damián (produtor) e dos meus coletas de grupo foi tipo: cri cri cri. Porque o projeto não é mexicano: era comprado da Argentina. Se fosse continuar, teriam que comprar os direitos de novo na Argentina. E eu decidi que: ‘não, obrigado’. Nós tínhamos esse acordo: se um saísse, o grupo acabava, e isso foi respeitado, felizmente. Christopher também queria fazer outro tipo de coisa, Maite já estava fazendo novela enquanto nós estávamos em turnê, então cada um estava começando a fazer suas coisas”, disse o ator.

Créditos

Previous Article